Manuais do Oracle Database 10g

Adivinha quantos manuais existem para o Oracle Database 10.2?

  1. 12
  2. 36
  3. 120
  4. 360

Se você entrar no site da documentação você contará com nada mais, nada menos que 360 manuais. Não, não estou brincando não. Entre lá e confira você mesmo.

Bom é verdade que tirando todas as documentações específicas para instalação em diferentes plataformas, SO, storage e suas respectivas notas de lançamento, ficam apenas 141 manuais… o que lhe parece bem mais razoável, não?

Se você tirar todos os pacotes opcionais ou comprados separadamente, conseguimos enxugar para 50 manuais apenas. Veja que estamos tirando da lista coisas importantes como Data Guard, RAC e HTML DB, XML DB, entre outros. Bom, agora vem a pergunta de 1 milhão de euros (dólar não tá com essa bola toda): o que eu devo ler?

  1. O manual completo de instalação do Oracle em sua plataforma predileta junto com os seus respectivos “release notes“. Os “release notes” devem ser sempre lidos a partir do site da Oracle, pois são atualizados com freqüência, ao contrario dos demais manuais.
  2. Se você está começando e não tem a menor intenção de se tornar um DBA, então leia o “2 Day DBA“. Se você pretende trabalhar como DBA, leia de cabo a rabo o “Administrator’s Guide“. Não toque em nada em produção enquanto não ler isso.
  3. Se você não está entendendo bem o “Administrator’s Guide” leia o “Concepts” antes. Você vai ter que ler isso mais cedo ou mais tarde. Dá uma visão geral muito boa.
  4. Todo desenvolvedor que usa Oracle deve ler o “Application Developer’s Guide – Fundamentals” e o “PL/SQL User’s Guide and Reference“. É claro que os DBAs também devem ler tudo, de cabo a rabo.
  5. Algumas ferramentas básicas que o DBA deve conhecer: “SQL*Plus® User’s Guide and Reference” e “Utilities“. Não viva sem elas.
  6. Conhecer profundamente a parte de segurança é investir na manutenção do emprego do DBA: “Backup and Recovery Basics“, “Backup and Recovery Advanced User’s Guide” e pelo menos o “Security Guide
  7. Agora os guias de referência que você não vai conseguir viver sem: “Reference“, SQL Reference“, “Backup and Recovery Reference“, “Error Messages” e “PL/SQL Packages and Types Reference“. Você não vai ler eles inteiros, mas saber como eles estão organizados e onde achar o que precisa rapidamente é fundamental.

E para quem acha que comprando um único livro de Oracle ou tirando uma certificação vai sobreviver no mercado… melhor desistir enquanto é tempo. Boa diversão! 🙂

4 comentários sobre “Manuais do Oracle Database 10g

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s