Sobre…

… o autor

Meu nome é Fábio Telles Rodriguez, trabalho como DBA (Administrador de Banco de Dados), consultoria em banco de dados e desenvolvimento web. Comecei a mexer com computadores há uns 20 anos, quando meu pai comprou um CP 400 para fazer a sua tese de mestrado. Depois vieram os Apple II e IIe, o primeiro PC e comprei o MEU primeiro computador, um 486DX2 66, quando trabalhava como técnico em eletrônica. Utilizei o serviço de Video-Texto, no tempo em que só a Telesp oferecia este serviço em São Paulo, passei pelas BBSs como Mandic e STI e hoje tenho um computador que fica 24×7 conectado na Internet em casa e compartilho o servidor do Midstorm com o Fike e o Jack.

Comecei a mexer com banco de dados catalogando a coleção de discos em vinil do meu pai usando um software para o Apple IIe que cabia num disquete de 5’1/4 !! Passei um bom tempo trabalhando na área de educação como instrutor de ensino profissionalizande, alfabetização de adultos e como coordenador pedagógico. Ajudei a modelar alguns sistemas para a área de educação e sistemas para pesquisas quantitativas, quando comecei a trabalhar em tempo integral como DBA.

Meu primeiro contato com Software Livre foi em 2002 utilizando o Debian Woody. Logo comecei a utilizar o PostgreSQL e passei a conhecer a comunidade, até começar a participar de eventos e dar algumas palestras. Ajudei a criar o Debian-Zine e o PSL-ABCD e a organizar alguns de seus eventos. Participo de algumas listas de discussão por e-mail e procuro escrever alguns artigos técnicos para ajudar o pessoal que está começando ou para documentar algum trabalho que fiz e acho que pode ser útil para outras pessoas. Gostaria de ter mais tempo para escrever mais coisas e ajudar programar um pouco em projetos como o Debian e PostgreSQL, mas por enquanto, procuro deixar algum tempo para outras coisas importantes como tomar tomar boa cerveja com os amigos, comer boa comida e filosofar sobre a vida, sobre projetos e sobre o mundo.

…O blog

Este blog surgiu da vontade de escrever sobre tudo aquilo que vem em minha mente já nos tempos de escola quando eu participava do jornal “Estopim”. A idéia do SAVEPOINT em banco de dados é marcar um momento no tempo onde você tem um ponto notável onde poder querer voltar ou não. Um SAVEPOINT demanda alguma consistência naquilo que foi feito anteriormente, representa de alguma forma um avanço, mas não um ponto final.

Assim deve ser este blog, um ponto no tempo onde algumas idéias se juntam de forma caótica ou não para representar um conjunto que faça algum sentido para mim. Olhando para trás, vejo que há uma série de coisas que escrevi no passado que mudaram para mim com o tempo. Há textos antigos aqui, que datam de 1995 quando eu ainda usava BBS… coisas da minha adolescência e fruto de minha inexperiência eterna.

Ao invés de apagar meus erros ou atualizar meus textos eu me dou o direito de deixa-los como estão e abordar o assunto novamente depois em outro texto, se isso me incomodar demais. O SAVEPOINT já passeou muito por aí… começou no WordPress num serviço de hospedagem gratuito que eu nem lembro no nome (depois que eles perderam meus posts eu também esqueci o nome deles) depois passou um tempo no Multiply e chegou no servidor Midstorm do fike usando Xoops. Depois de um pouco de relutância eu finalmente voltei o WordPress.

Já me perguntaram se eu não deveria utilizar uma ferramenta que utilizasse o PostgreSQL como banco de dados… e minha resposta é não! O Midstorm está hospedado hoje no Rimuhosting numa máquina virtual utilizando Xen. Acho que o PostgreSQL seria uma solução superdimencionada para um simples blog. É claro que soluções ainda mais simples que o MySQL poderiam ser utilizadas como o SQLite. Mas estou convencido de que utilizar o WordPress com o mínimo de hacks possível seja a melhor opção para gastar mais tempo escrevendo e menos tempo dando manutenção no Blog. O WordPress é realmente uma ferramenta com uma interface muito amistosa, bons recursos para um blog e bem leve. Não tenho a intenção de mudar tão cedo novamente.

34 comentários sobre “Sobre…

  1. Estou a procura de bancos de dados que trabalhem com pesquisa fonética.
    Nunca trabalhei com o assunto e estou um pouco perdida.
    Alguma dica?

    Agradeço a atenção.

    Curtir

  2. Estou precisando de mais informações sobre migração Oracle para PostgreSQL, ou até mesmo uma ferramenta.
    Não consegui encontrar a oratopg…

    Alguma dica ??

    Obrigado

    Curtir

  3. Pingback: SAVEPOINT » O que aprendi com o blog

  4. Cheguei no seu blog pelo Br-Linux algumas semanas atrás e volto com frequência. Gostei tanto de uma crítica que você fez a um artigo meu, que apesar de eu ter uma resposta, ficaria parecendo só justificativa.

    “outras coisas importantes como tomar tomar boa cerveja com os amigos, comer boa comida e filosofar sobre a vida”

    Considere-se intimado a entrar na lista SP.pm e a participar dos nossos ES.

    Abraços

    Curtir

  5. bom dia, tarde, ou noite…

    olha, eu estava querendo comprar uns livros de designer grafico na amazon, e resolvi pesquisar quem ja tinha comprado aqui no brasil. sabe como é..pra comprar lá nso states ainda é a maior burrocracia, pra não dizer outra..e ai vi sua materia que tinha comprado uns livros, que veio em ate 2 semanas..como vc comprou, qual sistema de pago? Calma não sou da federa…só queria saber se somente se compra por lá com o famoso cartão de credito internacional..e ah proposito livros estão isentos de taxas alfandegárias?..obrigado, se responder pra esse cara chato que sou eu..

    até

    Curtir

  6. Oi, estou fazendo um trabalho e gostaria muito de saber, o quanto antes (urgente), quais
    dessas características o PostgreSql possui, se poder me ajudar, ficarei muito grata:

    * Valida cardinalidade entre objetos
    * Suporta transações longas
    * Linguagem de definição de atributos
    * Armazena os métodos dos objetos no BD
    * Suporte a ODL (Object Definition Language)
    * Suporte a OQL (Object Query Language)
    * Suporta a consultas através de interface gráfica
    * Suporta alterações no esquema através de interface gráfica
    * Integração com ferramentas CASE
    * Acessa dados de outro SGBD
    * Modifica dados em outro SGBD

    Agradeço desde já

    Curtir

  7. Olá! Adorei o conteúdo… estarei acompanhando a partir de hoje. O post “Sobrevivendo como DBA” diz muito sobre o que eu passo… hehehe

    Vamos trocar figurinhas, esse meu email é o IM (MSN/gTalk) tb…

    Um grande abraço, e boa sorte!

    Curtir

  8. Fabio, você provavelmente não lembre de mim, mas no ano de 2007 participei da PgCON, ajudei inclusive no transporte do David Fetter do hotel para o evento. Bom, mas o que acontece é o seguinte, queria ver se você presta consultoria externa. Temos um sistema de radio taxi aqui na cidade e precisavamos de um suporte relacionado ao banco Postgres, é para ser coisa rápida , que em uma ligação resolve. Gostaria de ver com você se existe a possibilidade de fazermos isso e quanto você cobraria. Muito obrigado

    Curtir

  9. Olá! Estou fazendo um trabalho, mas gostaria de mais informações… Você teria algum material sobre: Quais os mecanismos disponíveis no PostGreSQL para implementação do particionamento vertical e horizontal?

    Abraço, Obrigada.

    Curtir

  10. olá, eu gostaria de implantar uma sicronização de banco de dados postgree entre uma filial e uma matriz, se vc tiver alguem que preste esse serviço…

    Obrigado

    Curtir

  11. Parabéns pela iniciativa em disponibilizar seu conhecimento sobre PostgrSQL. Não sou programador, tãopouco especialista em banco de dados. Sou usuário avançado de Windows/Linux e peciso de uma ajuda. Estou instalando uma ferramenta para captive portal chamada Wifidog (http://dev.wifidog.org) que utiliza esse banco de dados. Estou instalando na distro openSUSE 11.2 e PostgreSQL 8.4.2. Até determinado ponto obtive sucesso, porém fiquei travado com a seguinte questão: O Wifidog diz o seguinte em parte da instação, não permitindo sua continuidade, que é toda baseada em web: On localhost:5432, Database wifidog exists and is at schema version 62. The required schema version is 71. Triggering database schema upgrade.

    Como não tenho conheciemento em banco de dados não consegui informações sobre o assunto. O que extamente significa schema no PostgreSQL? Como fazer o update da versão 62 para a 71? Como uso o PostgreSQL 8.4.2 já não tenho uma versão atualizada?

    Agradeço de puder me ajudar. Sucesso e um grande abraço!

    Curtir

  12. Só avisando que o Flash de palestras do lado direito (esse em http://static.slideshare.net/swf/blogbarwidget_black.swf?sidebarfeed=user/telles ) está dando os seguintes erros (visíveis apenas na versão Debug do Flash Player).

    Error #2044: IOErrorEvent: não manipulado. text=Error #2035: URL não encontrado.

    Error #2044: SecurityErrorEvent: não manipulado. text=Error #2048: Violação da área de segurança: http://widgets.clearspring.com/o/49521da5f35bed94/49521da5f35bed94/-/-TRK/1/lib.v3.as3.swf não pode carregar dados de http://bin.clearspring.com/lib/u0.9.1.7/l.v3.as3.swf.

    Flash: 10.0.32.18 (Debug)
    Navegador: Mozilla/5.0 (Windows; U; Windows NT 5.1; pt-BR; rv:1.9.2.3) Gecko/20100401 Firefox/3.6.3 (.NET CLR 2.0.50727)

    Curtir

  13. Olá Fabio Telles, faz tempo que a gente não se fala, por conta dos trabalhos, eu mandei hoje um aviso na lista sobre o cenário linux no ABC Paulista e queria retomar alguma coisa pra te ajudar ou até assumir quem sabe.

    Vi que o site não está no ar. O que posso ajudar você?

    Curtir

  14. Olá Fabio. Tudo bem?

    Me chamo Tulio e desenvolvo meus sistemas usando o Postgres e a cada 10 passos eu caio 8. Gostaria de ajuda para esclarecer algumas coisas e um direcionamento.

    Se puder me contactar agradeço muito.

    Abraços.

    Curtir

  15. Fábio,

    quanto, quanto, quanto tempo!

    Espero que você esteja bem. Tô tão distante da área, mas foi legal ler algo seu.

    Ando escrevendo também. Acesse o blog quando puder, e me diga o que achou.

    Beijos!

    Curtir

  16. Olá Fábio,

    tudo bem?

    Gostaria de te fazer um convite relacionado a bancos de dados.

    Caso tenha interesse, aguardo seu contato.

    Abraços,
    Eduardo

    Curtir

  17. Boa noite meu caro.
    No postgreSQL 9, não consigo fazer uma consulta havendo a diferença de caracteres em virtudo do case sensitive:

    Ex.: Se no banco estiver o nome JOAO PEDRO DA SILVA e eu buscar (iniciando com) “jo” ele não busca esse nome, somente “JO”.

    Acredito que o case sensitive esteja ativado no postgres. Alguém sabe como desativar ou outra solução para me passar?

    Gostaria de saber como soluciono essa situação. Existe no postgre.conf alguma função para desabilitar isso?

    gostaria de te-lo na minha lista de contatos do email.

    Curtir

  18. Pingback: O que aprendi com o blog | Savepoint

  19. Acho melhor vc dizer em letras grandes que esta página não é fórum, nem a lista oficial, acho que a galera está se confundindo.

    Curtir

  20. A fim de integrar 2 bancos de dados um de cada loja de um cliente, pensei em utilizar uma pasta local que se sincroniza automatico nas nuvens (tipo dropbox ou copy ou google drive). Mas seria possivel instalar o postgres nesta pasta ao invés de instalar na pasta padrão? Existe algum tutorial para isso? Ou existe uma solução melhor para integrar os bancos?

    Antecipadamente obrigado

    Gilson

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s