O planejamento é uma das fases mais delicadas do processo. Você deve realmente dedicar um bom período para ele e estar pronto para corrigir o processo todo no meio do caminho. Há uma série de decisões para serem tomadas no caminho e você deve conhecer bem as possibilidades para fazer uma migração bem feita.

O cronograma

A primeira coisa é prever um calendário generoso que contenha ao menos as seguintes etapas:

Lembre-se que muitos problemas vão surgir durante os testes e você terá que pesquisar novas soluções no meio do caminho. Algumas decisões você só poderá tomar depois de testar algumas coisas, então é possível prever com segurança quando você poderá agendar a migração do ambiente de produção.

As decisões

Uma parte difícil do processo é tomar algumas decisões. Algumas você só descobrirá no meio do projeto, mas posso lhe adiantar algumas. Vou aproveitar aqui para explorar algumas mudanças que poderiam ser feitas na versão atual, mas que por ocasião da migração podem se tornar interessantes.

Não existem fórmulas mágicas para responder estas questões, mas é bom saber que elas existem e estar pronto para tomar decisões antes de migrar definitivamente. Algumas decisões são fáceis de serem alteradas mesmo depois da migração estar concluída, como a parte de memória ou de ferramentas, mas particularmente as decisões a respeito de Storage são difíceis de serem revertidas e devem ser tomadas com muito cuidado.

Deixe uma resposta