Linux corporativo e a guerra das patentes

2006 foi um ano em que o Linux, GNU/Linux, Software Livre ou Software de Código Aberto ganhou muita força.

– A RedHat, após figurar entre as 100 maiores empresas da Nasdaq foi para a Bolsa de NY.
– A Oracle comprou o InnoDB e Lançou o Unbreackable Linux,
– Oracle, IBM e Microsoft liberam versões “shareware” de seus SGDBs proprietários, em resposta aos avanços dos SGDBs livres.
– O projeto Mono lança sua versão do Forms tornando-se uma alternativa cada vez mais viável ao .Net
– A Sun decide lançar o Java com a licença GPL. Em 2006, pequenas partes do Java começam a serem liberadas.
– Acordo entre a Novell e a Microsoft
– O lançamento do Windows Vista aparenta cada vez mais um tiro no pé da Microsoft.

Há tempos atrás eu escrevi sobre o avanço do Software Livre no mercado corporativo, hoje parece que a guerra das patentes está se intensificando cada vez mais…

Em 2006,

Achando um pouco estranho a diferença no número de patentes entre a Microsoft e IBM. É possível que o Google não tenha catalogado todas as patentes de 2006 ainda. Resolvi entrar direto na boca do leão: o “United States Patent and Trademark Office“. Lá a busca não é tão simpática como a do Google, mas vejamos o que encontrei. Lá eles tem um banco de dados com todas as patentes de 1980 até hoje:

  • A Microsoft recebeu 12158 patentes.
  • A IBM recebeu 4527 patentes.
  • A Oracle recebeu 2539 patentes.
  • A Novell recebeu 718 patentes.
  • A Sun recebeu 18554 patentes.
  • A Netscape recebeu 128 patentes.
  • A Red Hat recebeu 33 patentes.

Isto significa que:
– TODOS registram patentes!
– A Microsoft e a Sun são de longe as que mais registram patentes.
– Em 2006 somente a Microsoft, Sun e Oracle receberam um volume significativo de patentes.

Temos que lembrar também embora existam promessas de algumas empresas de não processar outras, a guerra das patentes está apenas começando… a cada dia surgem novas alianças na indústria de software para se prepararem para as grandes batalhas que virão. Por enquanto, somente vemos uma guerra fria, com morte por afogamento da SCO sendo anunciada. Mas as armas atômicas estão aí e as ações para desarma-las ainda são muito tímidas, e a cada anos novas patentes vão se somando, até o dia em que nenhum desenvolvedor possa ligar seu computador sem ter que pagar para alguém.

Enquanto o Samurai Stallman aplaude a liberação do JAVA usando a GPL, 648 novas patentes caem nas mãos da Sun. Esta novela está ficando interessante, vejamos o que vai acontecer em 2007

Um comentário sobre “Linux corporativo e a guerra das patentes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s