Oracle Closed World

Ontem fui no mega evento da Oracle Open World. Sim, a empresa onde eu trablaho pagou a minha inscrição. E não é qualquer um que pode bancar cerca de R$1500 para entrar num evento desses. É claro que a Oracle e os patrocinadores do evento distribuem muitos convites para seus clientes. Foi assim que eu consegui entrar em outros eventos da Oracle ou mesmo no Linux World que ocorreu por aqui em 2006. Em suma, eventos corporativos são caros e são para poucos.

Isto já era notável na diferença entre a FENASOFT e a CONDEX na década de 90. Menos gente é sinônimo de platéia mais selecionada e mais Whiskey nos estandes. De qualquer forma, o recém adquirido hábito de utilizar gravata parece ter me beneficiado ontem.

Apesar de ter encontrado alguns conhecidos, foi sozinho que eu consegui aproveitar mais o evento. Só pude ir em um dia, cheguei cedo, saí tarde, assisti palestras e passei um bom tempo nos estandes conversando com o pessoal. Já que estão pagando para mim, melhor aproveitar ao máximo.

Os estandes estavam distribuidos mais ou menos assim:

  • Grandes marcas como IBM, SUN, HP e Dell
  • Prestadores de serviço como DBAs
  • Consultorias para implantar sistemas ERP, CRM, etc;
  • Fornecedores de soluções que rodam em ambiente oracle (banco de dados, servidor de aplicação, etc);

Bom a primeira coisa notável é que não haviam estandes enormes. A SUN e a HP estavam quase escondidas e stands modestos, por exemplo. A segunda coisa é que se Oracle era sinônimo de banco de dados para você, esqueça. O banco de dados é apenas a ponta do iceberg na cadeia de produtos e serviços da Oracle. A Oracle tem se notabilizado por uma agressiva estratégia de aquisição de empresas e tem soluções de todo tipo: SGDB, ERP, BI, SO, CRM, SOA e mais uma tonelada de letrinhas e buzzwords. E o banco de dados é apenas uma dentre os vários produtos e isto tinha reflexo também na ocupação da grade do evento do espaço de exposições dos estandes. Sobre os diversos produtos e camadas que a Oracle tem para rodar, acima do banco de dados eu só tenho uma coisa a dizer: eu gostaria muito delas se elas seguissem as recomendações da própria Oracle nas suas documentações.

Bom, fora isso vi algumas coisas bacanas. Algumas coisas que me chamaram a atenção:

  • Palestra sobre backup/recovery mostrando inclusive o novo assistente para recuperação de desastres. Nota: cada vez mais eles querem empurrar o ASM e o RMAN. Eu sei que estas tecnologias são interessantes, mas são todas no estilo ame-o ou deixe-o.
  • O Oracle TimesTen é uma tecnologia muito interessante, que mostra como a Oracle consegue ser inteligente e por isso mesmo cruél. A tecnologia funciona como um banco que guarda tabelas de um banco tradicional em memória e fica como uma camada na frente aceitando consultas da aplicação. Muito rápida a solução, aceita SQL92 e funciona com vários fornecedores de SGDB. A Oracle comprou a empresa que desenvolveu isso. Agora o TimesTen é orientado apenas para o SGDB da Oracle, custa muito mais caro do que antes e só funciona com a versão Enterprise. É mole?
  • A HP e a Oracle mostraram um rack 44U com várias gavetas de storage, 4 servidores em RAC ligados por vários canais Infiniband. A novidade era um software da Oracle que filtrava os dados pelos  predicados (leia-se aqui como clausula WHERE ) da consulta em nível de hardware, diminuindo o fluxo de dados. Um monstrinho otimizado para BI. O detalhe é que o software da Oracle só funciona com aqueles discos, aquelas controladoras, aqueles switches infiniband, aqueles servidores HP e montados naquele rack.

Depois disso eles ainda chamam isso de Open World?

Em tempo, fui olhar um poco das tecnologias de Storage por lá… algumas novidades na área sim. Mas isto fica para outro dia.

6 comentários sobre “Oracle Closed World

  1. E aí cara! Também fui lá nesse evento da Oracle e percebi que o povo era meio nariz empinado mesmo.
    Sou estagiário na IBM há dois meses e no meu crachá estava o nome da empresa.
    Saí do trabalho e fui para lá direto! Usava camisa social sem gravata. E toda vez que eu entrava em um stand, tirando as belas meninas que ficam entregando sacolinhas e folhetos, etc., o pessoal que entendia do assunto mesmo, olhava para a minha cara e depois já descia para olhar o meu crachá para ver de qual empresa eu era. Ai sim eles me tratavam bem. Engraçado, né?
    Participei apenas das exposições, demogrounds e palestras gratuitas mas gostei bastante.
    Principalmente nos demogrounds do pessoal da Oracle! A galera explicava de uma forma fácil de entender e mostrava vontade de explicar também, o que é muito importante.
    Posta mais coisa q vc viu por lá, pq eu estive apenas um dia lá e nao deu para ver tudo!!!! Por favor!!!!

    Curtir

  2. Tellles, excelente post.

    Muito bom ver alguém escrevendo de uma forma isente, e principalmente da perspectiva de quem conhece o mundo open source.

    Havia visto somente análises de gente convidada pela própria Oracle que juram de pés juntos que isso não influencia no que escrevem, mas o resultado parece contrariar muito isso.

    O exemplo que você deu dessa TimesTen é muito interessante para ver como as coisas funcionam.

    Parabéns, Telles.

    Matheus, não liga pra esse nariz empinado. Essa área é assim, mas tem muita gente que veste o terno, põe o relógio caro, mas na hora que o bicho pega, não sabem responder as suas dúvidas mais avançadas, basta mostrar que você sabe do que fala e a orelha murcha, ou mantém a pose, mas ao menos você sabe quem sabe mesmo e quem só tem papo.

    Abraço.

    Curtir

  3. Telles, você é um ótimo profissional e escreve muuuito bem. Reitero que você tem um futuro promissor lhe aguardando no mercado editorial. Aproveito a oportunidade para lhe agradecer a ajuda que tem dado aqui. Quanto ao post está excelente mesmo, principalmente na análise do comportamento da empresa americana que, pelo poder economico que tem, pode fazer o que quiser, inclusive deixar coisas boas ruins, tirando a opção do mercado.

    Curtir

    • Sobre Oracle já tem bastante gente escrevendo em pt_BR, eu particularmente acompanho a turma do GPO. O blog do Portilho por exemplo, é muito bom. Sobre Oracle, o que eu mais posto são alguns scripts que eu criei no trabalho. Você pode ver isso pelos últimos post de Oracle.

      Mas se precisar de ajuda, é só dar um ‘ping’.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s