De volta aos 18 anos!

De tanto ver filmes na sessão da tarde sobre adolescentes nos seus 18 anos, acho que desenvolvi a síndrome de Ferris Bueller, com direito a cantar e dançar Twist and Shout no meio da rua e tudo o mais. O fato é que de alguma forma é uma época da vida que marca a gente. Já fazem mais de 20 anos que meus 18 anos se passaram. É possível que eu consiga voltar a tocar violão, tão mal quanto naquela época. Não sei se teria tanto tempo livre para me dedicar a isso. É possível que eu consiga ficar magro novamente, mas dificilmente vou me pesar como naquela época. Também acho que hoje não deixaria os cabelos crescerem novamente. Enfim, embora eu seja nostálgico, sei que aquele tempo não volta mais. De qualquer forma, posso dizer que a melhor fase da minha vida é agora. Esse negócio de ficar com saudades do passado e ficar se lamentando pela juventude perdia é muito chato mesmo. O negócio é ser jovem hoje e curtir a vida agora. Mas tenho de confessar, os amigos que fiz naquela época, são inesquecíveis….

Ontem fui no casamento de um desses amigos inesquecíveis. Já tinha revisto ele no final do ano. Fazia muito tempo mesmo. E para quem se divorciou há alguns meses, engana-se quem pensa que eu não acredito mais nessas coisas. Acho que o casamento pode valer a pena sim. Admiro quem tem coragem de fazer esta opção na vida. Como sempre repito… “o amor é lindo e pode até dar certo”. E venhamos e convenhamos, eles conseguiram. Eu estou longe de ser fã de casamentos… tem uns muito chatos mesmo, daqueles que você vai por obrigação. Mas ontem foi bem diferente. Claro, o lugar era bacana, a comida era boa, a cerimônia foi leve, breve e bem humorada. Mas aí veio toda a diferença… os amigos!!!

E lá estavam meus grandes amigos, aqueles que eu conheci perto dos meus 18 anos. Alguns casados, outros solteiros, outros com filhos e por aí vai. Sempre bom rever esse povo. Comer bem e sem culpa, dançar e rir muito. Brinquei com crianças, feito criança. Boa companhia e um pouco de champanhe a mais ajudaram a embalar o dia e quando fui ver… eu era um dos últimos a ir embora….

Devo dizer, os 18 anos não voltam mais. Tenho muitas histórias boas para contar daquele tempo. Muitas mesmo… talvez eu devesse até escrever algumas qualquer dia. Mas os amigos continuam aqui, firme e fortes depois 20 anos. Agora pensa bem, o que vale mais: relembrar os seus 18 anos ou cultivar amigos por mais de 20? Foram anos incríveis, mas o inacreditável mesmo é estar com essa turma toda novamente depois de tanto tempo. E a história não para por aí… mês que vem tem o aniversário do Kenzo e certamente estarei lá. Afinal, certos amigos são para sempre mesmo!

 

Obrigado Anselmo e Priscila por ter nos reunido num dia tão lindo que foi o casamento de vocês. Desejo muito sucesso e o famoso kit felicidades para o casal. Que ontem tenha sido apenas mais um, de tantos dias felizes que vocês compartilharão conosco.

2 comentários sobre “De volta aos 18 anos!

  1. Agora que eu vi…. devia ter mudado o título para “de volta aos 17 anos” e feito um paralelo com a música “Volver a los 17” da Violeta Parra… mas agora já foi.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s