dba postgresÉ sabido que contratar um DBA Sênior em período integral não é algo que pequenas e medias empresas podem arcar com facilidade. É bem comum encontrar empresas com  mais de 100 funcionários e uma equipe de TI com 2 pessoas: um chefe e um estagiário. Também é bem comum boa parte das operações desta empresas estarem rodando num ERP ou outra aplicação vital para a empresa. E quem cuida do banco de dados? O fornecedor do ERP? O estagiário? Deus? Seja como for, acender uma vela dentro do CPD não parece ser uma boa ideia. A maioria das empresas que tem uma equipe pequena de TI acaba terceirizando alguns serviços críticos, o DBA é um deles.

Durma tranquilo

Ter um bom DBA por perto quando precisa é saber que na hora do desastre sua base vai ser restaurada. O restore não apenas vai funcionar como vai ocorrer num intervalo de tempo mínimo e com uma perda de dados mínima. Ter um bom DBA é poder prever quando vai precisar de mais storage ou quando cutucar o desenvolvedor para ajustar alguma coisa na aplicação. Eu trabalhei alguns anos dando suporte à ambientes Oracle remotamente e presencialmente. É um mercado já bem conhecido e com muitas empresas que oferecem este tipo de serviço. Lá eu aprendi como estruturar o trabalho e organizar as rotinas de forma a poder se conectar num cliente remotamente com segurança e velocidade na resolução de problemas. Muitas vezes nós resolvíamos o problema antes do cliente perceber que ele existia. Você trabalha como uma eminência parda, que poucos sabem que existem… quando o ambiente de banco de dados deixa de ser uma preocupação, os outros membros da equipe estão se preocupando com outras coisas, como ficar de olho na aplicação. E claro, o DBA vai ajudar bastante a equipe nisso.

Os planos de suporte da Timbira

Na Timbira nós trabalhamos com este tipo de serviço há mais de 3 anos. Neste período conseguimos automatizar as tarefas tediosas e repetitivas (geralmente sujeitas a erros) e configurar um ambiente bem padronizado que agilize o nosso trabalho. Com isso a qualidade do atendimento aumentou e o nosso custo caiu. Hoje temos 4 planos distintos para atender diferentes públicos:

Garantia de correção de bugs

Tem gente que ainda vive repetindo que precisa comprar o banco de dados da empresa X ou Y por causa da garantia. A garantia de correção de bugs é algo realmente importante para quem vê a vida da empresa rodando sobre um banco de dados. Bom, com software livre a situação é bem mais tranquila. Existem várias empresas no mundo que garantem a correção de bugs no Postgres. E no Brasil, nós fazemos exatamente isto na Timbira. E claro: isso vem escrito em contrato. Se você tiver um bug crítico, a Timbira garante que consegue uma correção para o problema em até 24h. A receita é simples: ter desenvolvedores do postgres na nossa equipe. E a grande vantagem é que você não precisa contratar a Timbira só para ter este tipo de proteção. Se você não gostar da gente, você pode contratar qualquer uma das ótimas empresas ao redor do mundo que também oferecem este tipo de suporte. No final, você só fica conosco se realmente estiver satisfeito. Esta é a beleza do software livre: remunerar o talento, competência e esforço de que trabalha bem.

Hoje eu posso dizer que são os contratos de suporte da Timbira que tem garantido um crescimento seguro e a possibilidade de nos lançar a novos desafios. Acho que depois das nossas “cursotorias“, os planos de suporte são o trabalho do qual eu mais me orgulho na Timbira.

Deixe uma resposta